Duck foi ajudado por cristãos na China depois que fugiu

Fonte: Portas Abertas

Todos os anos, parceiros da Portas Abertas acolhem refugiados norte-coreanos. Por motivos de segurança, não podemos compartilhar o número exato de pessoas beneficiadas. 

Perdidos da família e sem posse alguma, eles geralmente chegam em condições desesperadoras. Tudo que podem oferecer para eles é a esperança que encontramos nas Escrituras.  

Fuga da Coreia do Norte 

Duck-Hwan (pseudônimo) atravessou o interior da China com sua bicicleta roubada. Andar de bicicleta com a prótese de perna é muito difícil, mas ele continuou pedalando. Cada segundo na bicicleta o levava para longe da sua terra natal e das memórias dolorosas que ele estava ansioso para deixar para trás.  

Os pensamentos de Duck lembravam da filha de três anos que morreu por causa da uma doença. Havia medicamentos que poderiam curá-la, mas ele não tinha dinheiro para comprá-los. Pouco depois da morte dela, em um impulso de ira, ele expulsou a esposa de casa. 

Duck ficou apenas com o filho mais novo. Algum tempo depois, ele tentou reencontrar a esposa, mas era tarde demais. Ela tinha morrido de fome. Em uma última tentativa de encontrar felicidade, Duck-Hwan atravessou com o filho o rio na fronteira com a China.  

Abrigo na igreja 

Eles pegaram um ônibus até a cidade. Um passageiro pagou a passagem e orientou que eles descessem antes de chegar à cidade para evitar a polícia. Depois, eles precisariam procurar uma igreja.  

Duck seguiu todas as orientações. A igreja ofereceu ajuda para o filho, mas abrigar um adulto era muito perigoso para eles. Ele deixou o filho com os cristãos, roubou uma bicicleta e seguiu o próprio caminho.  

[Essa notícia continua.

Sobre o Colaborador

Artigos Relacionados