ÁSIA CENTRAL

Esposa de um dos pastores que ficaram 15 dias presos em abril teme novas retaliações

Em abril deste ano, quatro pastores de uma igreja subterrânea foram presos em um país da Ásia Central. Eles ficaram na prisão por quinze dias, durante os quais não se teve notícias deles nem oportunidade de vê-los. Um deles escapou e se escondeu, sem que pudesse ser encontrado. Um outro, chamado Mahmut*, foi ameaçado e depois liberado. Ele foi considerado um “caso fácil” entre os quatro.

A esposa de Mahmut*, a cristã Zania*, está muito desgastada diante de todas as pressões que eles têm suportado nos últimos meses, sempre esperando o momento em que “vão bater à sua porta”. Ou seja, vivendo nessa situação de insegurança, sabendo que correm o risco de ser presos novamente. Zania quase tentou suicídio alguns meses atrás e há relatos de que ela está extremamente abalada. Ela precisa de ajuda. Você pode orar por essa irmã, por sua situação emocional e espiritual. Clame por segurança e paz para a família do pastor Mahmut.

Os outros dois pastores foram gravemente agredidos durante a prisão e mantidos em condições sub-humanas. Eles não podiam nem ficar de pé, porque o teto da cela era muito baixo, com cerca de 1,3 a 1,5 metros. No solo havia uma substância química. Eles foram forçados a negar Jesus e depois liberados. Ambos estão profundamente debilitados espiritualmente. Ore também por esses dois pastores, assim como pelo que conseguiu escapar.

Pedidos de oração

  • Interceda pela vida de Zania, para que o Senhor a envolva em seus braços de amor e ela se sinta amparada, fortalecida e cuidada por ele.
  • Clame por paz e equilíbrio emocional, para que Zania possa cuidar de seus três filhos.
  • Ore pelos quatro pastores que foram presos, para que sejam restaurados pelo Senhor.
  • Peça por proteção e segurança para essas famílias e por todas as famílias cristãs da região.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br