Mulher beneficiada pelo projeto conta como percebe Jesus por meio da comunidade

Fonte: portasabertas

A vida parece pacífica em Qamishli, uma cidade no nordeste da Síria, mas os moradores do local convivem com as dificuldades financeiras e com o risco de serem bombardeados. Desde a invasão da Turquia para a criação de uma zona de segurança no país e a retaliação do exército curdo, a moeda síria está ainda mais desvalorizada e a pobreza tem aumentado entre a população. “Nós vemos pessoas remexendo lixeiras em busca de algo para comer. Coisa que nunca tínhamos visto antes”, afirma o pastor George Moushi, da Alliance Church.

Com o suporte da Portas Abertas, a igreja local está pronta para ajudar os necessitados da comunidade. Não importa a fé da pessoa, ela recebe comida, roupas, combustível e até moradia, caso seja um deslocado interno. Fatima* é uma das beneficiadas pelo projeto. A mãe de quatro filhos estava pela terceira vez procurando um lugar seguro para ficar. A família dela chegou à cidade em 2016, após a invasão do Estado Islâmico em Raqqa. Mas a fuga começou em Deir Ez-Zor, no ano de 2012.

Por ser muçulmana, Fatima não queria recorrer à igreja para pedir ajuda, mas após algum tempo, ela fez contato com o pastor George, que encontrou uma casa para ela morar. “Nós tentamos mostrar o amor de Deus a todo mundo porque acreditamos que eles são amados por Deus e cada vida tem valor. Nossa ajuda é incondicional”, testemunha o líder.

O marido de Fatima deseja retornar para a casa da família em Deir Ez-Zor, mas o testemunho do amor de Deus já impactou a vida dela. “Por causa da ajuda da igreja, eu sinto que Jesus Cristo está me ajudando e não encontrei um suporte mais forte que esse”, conta a síria. A região para onde desejam voltar ainda está problemática, dois líderes cristãos foram assassinados por militantes do Estado Islâmico em novembro de 2019.

*Nome alterado por segurança.

Fortaleça famílias no Iraque!

Assim como na Síria, a Portas Abertas trabalha no Iraque para empoderar as famílias cristãs. Todos os seis projetos no país visam oferecer apoio material, emocional e espiritual a todos que foram vítimas das invasões e ataques de grupos extremistas, como o Estado Islâmico. Doe e permita que mais pessoas sejam fortificadas, para que sejam discípulas de Jesus onde estão, mesmo em meio à perseguição.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.