Além disso, a esposa do pastor desaparecido na Malásia tem viajado a vários países para falar sobre o ocorrido com o marido

Fonte: portasabertas

Recentemente, 20 membros da força-tarefa que está investigando o desaparecimento forçado do pastor Raymond Koh, na Malásia, visitaram a esposa do pastor desaparecido, Susanna Koh. Três dias depois, ela e o filho, Jon, foram convocados pela polícia para interrogatório. Em uma ligação telefônica, Susanna contou: “A linha do interrogatório era nos investigando e não buscando o pastor Raymond. Foi mais como uma intimidação do que uma ajuda para encontrá-lo”.

Já se passaram quase três anos desde que o pastor Raymond Koh desapareceu e ainda não há notícias do que aconteceu com ele. Mas Susanna Koh não vai parar de ir atrás de respostas, buscando a Deus por direção e sabedoria. Ela e a família têm viajado por todo o mundo para compartilhar seu testemunho e os pedidos de oração.

Em setembro, Susanna e Jon estiveram em Helsinki, na Finlândia, onde ela compartilhou a história do pastor Koh por uma hora. Ela também falou em uma igreja local em Londres, na Inglaterra, na mesma viagem. Susanna acrescentou que a Mediacorp (conglomerado da mídia, principalmente TV e rádio, com sede em Singapura) também filmou uma série chamada Missing, sobre pessoas desaparecidas. O documentário vai ser lançado em novembro. “Que Deus use isso para sua glória”, disse Susanna.

Nos próximos meses ela participará de várias outras reuniões e eventos de igrejas tanto na Malásia como em Singapura com o objetivo de promover o livro “Where is pastor Raymond Koh?” (Onde está o pastor Raymond Koh?). Ela e a filha Esther também viajarão em novembro para Seul, na Coreia do Sul, para falar em uma agência cristã de lá.

Pedidos de oração

  • Ore por uma solução nos casos de desaparecimento forçado, não apenas do pastor Raymond Koh, mas também dos cristãos ex-muçulmanos Joshua e Ruth Hilmy e do ativista social muçulmano, Amri Che Mat.
  • Peça sabedoria de Deus para a família Koh e seus advogados para saberem como proceder.
  • Interceda para que os planos de Deus sejam cumpridos na Malásia, que ocupa a 42ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019.