Embora seja considerado um país de maioria cristã, os irmãos são efetivamente perseguidos por crerem em Cristo

Fonte: portasabertas

México foi colonizado pelos espanhóis a partir do início do século 16. Os astecas, que habitavam o território mexicano, foram dominados e explorados pelos espanhóis, liderados por Hernán Cortéz. O território era chamado pelos espanhóis de Vice-Reino da Nova Espanha, e passou a ser chamado de México somente a partir de 1821.

Até 1810, ano da declaração da Independência do México, os espanhóis exploraram o território e as populações nativas. O povo mexicano seguia, inclusive, as leis da Espanha. O movimento pela independência do México teve início em 1810 e foi liderado, em seus primeiros momentos, por dois padres: Miguel Hidalgo e José Maria Morelos.

No dia 16 de setembro de 1810 foi declarada a Independência do México. Porém, ela não foi bem aceita pela Espanha, que buscou reprimir o movimento, dando início a uma guerra que durou 11 anos. Os colonos mexicanos venceram a guerra, conquistando efetivamente a independência. 

Religiosamente, o cristianismo chegou ao México durante a conquista espanhola dos nativos astecas. Cerca de 91% da população cristã do México é católica. O país tem uma das maiores populações católico-romanas do mundo. Nos últimos anos houve um declínio na população católica e um aumento no número de protestantes. 

Apesar dos números, o México ocupa a 39ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019, e os principais tipos de perseguição contra cristãos no país são a corrupção e crime organizado, o  antagonismo étnico e a intolerância secular. Você pode orar por nossos irmãos mexicanos neste dia?

Pedidos de oração

  • Clame pela proteção dos cristãos perseguidos, especialmente, nas áreas indígenas e rurais do México.
  • Peça pelos irmãos que têm o acesso a serviços sociais básicos negado. Ore por provisão e graça de Deus, sobretudo nas regiões de Chiapas, Hidalgo e Oaxaca.
  • Interceda pela paz nesta que é uma das nações mais violentas do mundo e pelo fim dos cartéis de drogas, que geralmente perseguem cristãos por se oporem ao seu trabalho ilegal.