Pastor Raymond Koh, meninas de Chibok e outros cristãos são exemplos de que o desaparecimento forçado ainda é uma ferramenta de perseguição

Fonte: portasabertas

Em 2011, a Organizações das Nações Unidas (ONU) declarou a data de 30 de agosto como o Dia Internacional das Vítimas de Desaparecimentos Forçados. Infelizmente, desaparecimentos continuam sendo usados em alguns países como ferramenta para lidar com situações de conflito ou distúrbios internos. Grupos extremistas também costumam usar essa estratégia contra cristãos ao redor do mundo. 

Além dessa forma de perseguição, também é possível notar outro fenômeno relacionado: o “desaparecimento de curto prazo”, onde vítimas são colocadas em detenções secretas ou lugares desconhecidos. Nessa situação, elas também podem ser submetidas à tortura e libertadas semanas ou meses depois, sem serem levadas à presença de um juiz ou de outra autoridade civil. No contexto da Igreja Perseguida, infelizmente, essa realidade é comumente vivenciada por cristãos em países como Nigéria, Síria, Sri Lanka, Malásia e outros. 

Entre os exemplos dessa realidade contra os cristãos, é possível destacar as 112 meninas do vilarejo de Chibok, na Nigéria, que mesmo após cinco anos do ataque, ainda permanecem desaparecidas. Pais e amigos aguardam, com esperança, o retorno do cativeiro realizado pelo Boko Haram em 2014. Na época, e atualmente, é possível encontrar notícias na mídia nacional sobre o episódio ainda não concluído.

Outro exemplo, que retrata muito bem este dia, é o desaparecimento do Pastor Raymond Koh. Sequestrado em plena luz do dia por cerca de 15 homens mascarados, o incidente contra o líder malásio foi gravado por câmeras de vigilância que mostram o carro do pastor sendo cercado por três veículos pretos e forçado a parar. Koh foi tirado de seu carro e levado. Há mais de dois anos, sua família continua sem notícias. 

Pedidos de oração

  • Clame a Deus em favor do Pastor Raymond Koh, e outros cristãos que foram sequestrados na mesma ocasião: Amri Che Mat, Joshua e Ruth Hilmy.
  • Interceda em favor das meninas nigerianas de Chibok, que permanecem há cinco anos em poder do Boko Haram.
  • Peça por todos os cristãos desaparecidos devido à perseguição. Ore por esperança às famílias que aguardam seu retornos.