Ajudar as vítimas e sobreviventes dos ataques a lidar com o trauma emocional é a maior necessidade no momento

Fonte: portasabertas

No dia 21 de agosto, os ataques de Páscoa no Sri Lanka completaram quatro meses. Naquele domingo de Páscoa, ao menos 45 crianças morreram e 176 perderam um ou ambos os pais, segundo um líder religiosos de Colombo, capital do país. A igreja de Santo Antônio, onde fiéis estavam reunidos para celebrar a Páscoa, foi uma das atingidas pelas explosões.

O edifício da igreja já foi reconstruído e agora, do lado de fora da igreja, soldados do exército armados revistam todos os visitantes. Três meses depois dos ataques, eles realizaram seu primeiro culto no novo templo. Segundo o líder da igreja, Jude Fernando, das mais de 250 pessoas que morreram nos ataques em três igrejas e três hotéis, 54 eram da igreja de Santo Antônio, assim como 106 do total de feridos, dos quais, quatro pessoas ficaram deficientes.

Entre os que ficaram feridos, está Riswani, uma cristã ex-muçulmana e mãe de dois filhos. Ela foi ferida na orelha e até hoje não consegue ouvir com o ouvido atingido pela explosão. No dia do ataque, Riswani estava na igreja com sua bebê de sete meses, Athara. Quando o marido, Michel Thass, chegou na igreja (ele se atrasou porque o filho de cinco anos quis dormir um pouco mais), encontrou a esposa no chão, coberta de sangue, e a bebê também no chão a uma distância da mãe, com a barriga aberta.

Athara já passou por três cirurgias e está se recuperando, mas a mãe ainda está em estado de choque. Assim como ela, dezenas de crianças foram atingidas pelas explosões. Em Batticaloa, algumas vítimas da Igreja Sião ainda permanecem hospitalizadas; algumas ainda não sabem que perderam o cônjuge ou filhos. Ajudar as vítimas e sobreviventes dos ataques a lidar com o trauma emocional é a maior necessidade no momento, afirma um líder cristão local.

Palavras que curam

É por isso que a Portas Abertas lançou uma campanha de cartões para esses irmãos no Sri Lanka. Através de palavras de amor e encorajamento, eles podem ter a esperança renovada e encontrar conforto em meio à dor e perdas. Veja aqui as instruções de como escrever e envie um cartão para eles. Seja um instrumento de Deus para ajudá-los a se recuperar!