Elyse Fitzpatrick afirma que quando olhamos para nós, não temos como reivindicar perdão, mas Deus nos oferece sua misericórdia.

A autora cristã Elyse Fitzpatrick escreveu sobre como somos moldados ao caráter de Deus quando passamos por tempos difíceis. Ela explica que é importante passarmos por estes desafios. “Deus está trabalhando na sua situação”, inicia ela.

“Da mesma forma que Deus preparou Davi para governar o seu reino e prefigurar o governo daquele cujo reinado não terá fim, o Senhor está preparando o seu coração para refletir as maravilhas de seu Filho”, colocou.

“A vida na caverna pode lhe dar o único presente de que você realmente precisa: um correto autoconhecimento. Por causa da nossa natureza pecaminosa, sem a misericórdia de Deus em nossas vidas, todas nós merecemos estar em cavernas e em buracos no chão, não em palácios refinados e enfeitados com belos tecidos e flores perfumadas”, ressaltou.

Elyse ainda pontua que é por causa da misericórdia de Deus que nos vemos, de tempos em tempos, em dificuldade e dor. Ela diz que é neste contexto que “descobrimos os grandes tesouros do correto autoconhecimento e da beleza de seu caráter misericordioso”.

“A vida na caverna abre os nossos olhos para a nossa incapacidade. Pense na experiência de Davi. Não tinha como Davi se salvar. Os seus inimigos o haviam cercado, e ele não tinha forças, sabedoria ou virtude que pudessem mudar a sua situação”, pontuou a autora.

“Para um homem tão belo, capaz e valente como era Davi, essa foi uma lição necessária. Como todas nós, ele precisou enxergar a si mesmo como indigno de exigir qualquer coisa do Senhor e em uma situação de tão grande perigo e incapacidade que ele não tinha nada para oferecer”, explicou Elyse.

Misericórdia de Deus

Ela ainda reflete sobre o conceito de misericórdia. “Tudo o que ele conseguiu foi suplicar por misericórdia. Vamos pensar por um momento sobre o que significa suplicar por misericórdia. O que a palavra misericórdia significa para você? Na Bíblia, misericórdia significa compaixão pelo necessitado, ou incapacitado em angústia, ou em dívida e que não tem direito de reivindicar por tratamento favorável”.

“Não temos direito de reivindicar um tratamento favorável. Não temos qualquer direito de pedir a Deus qualquer coisa que seja, a não ser misericórdia. Eu não mereço um tratamento favorável. Não. Eu mereço as chicotadas, os pregos, a coroa de espinhos, a cruz e uma eternidade separada dele”, colocou.

“Quando considero a minha ficha diante do Pai, não tenho qualquer argumento. Tudo o que consigo fazer é pedir a ele que não me dê o que eu mereço, que seria a condenação, mas, em vez disso, que me dê o que eu não mereço: misericórdia”, finalizou.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO VOLTEMOS AO EVANGELHO