A Igreja Joy Light Church of God in Christ, em Albuquerque, Novo México (EUA) tem uma importância história na cidade e seus membros precisam de apoio financeiro para reformá-la.

Apesar do templo imerso em cinzas e seu interior encharcado pelo sistema contra incêndios, a Igreja ‘Joy Light Church of God in Christ’, em Albuquerque, Novo México (EUA). Ainda teve boa parte de sua estrutura salva do fogo atingiu seu santuário no dia 3 de janeiro.

Ninguém ficou ferido e após as investigações do Corpo de Bombeiros, os membros da igreja acreditam que o incêndio foi provavelmente causado por um curto circuito elétrico neste templo tem um significado especial para história da cidade.

O edifício abrigou uma das congregações mais antigas formadas por negros, no Estado: a Igreja Episcopal Metodista Africana de Grant Chapel.

O edifício de estilo ‘pueblo’, com um teto alto e vigas fortes, foi construído há 64 anos.

Serviu como o centro de reuniões do movimento negro pelos direitos civis dos anos 50, em Albuquerque.

“Muita gente passa por esse templo e não sabe o que foi feito lá, não sabe da história”, disse a Lorraine Lucero-Smith, que integra o hall de membros da congregação. “A nossa história como igreja não foi queimada, as lembranças não foram queimadas e o edifício da igreja se manteve firme”.

Lucero-Smith estava em um comitê na igreja ‘Joy Light’ trabalhando para colocar o edifício no registro histórico da cidade. A comissão entregou os documentos finais para este requerimento em dezembro, após quase três anos de pesquisa sobre a história do templo.
Restauração
Ainda não ficou claro como o incêndio afetará esse esforço, mas Lucero-Smith e o filho do pastor da igreja ‘Joy Light’, disseram neste momento que a congregação, com cerca de 30 membros principais, está apenas tentando entender onde eles vão se reunir, enquanto corre o processo de cobertura do seguro e reformas.

“Essa é a nossa igreja, estamos orgulhosos dela. Ela tem muita história, muito patrimônio e espero que possamos reconstrui-la e ainda ajudar a comunidade em que estamos”, disse Bell.

A congregação pentecostal comprou o edifício há cerca de 25 anos e tem lutado para melhorar sua estrutura já envelhecida.

Líderes da denominação esperavam que o status histórico pudesse gerar alguns subsídios do governo reformar o templo e até construir rampa de acesso para pessoas com deficiência, portas e banheiros.

“Isso [incêndio] aconteceu em um momento que simplesmente não esperávamos”, disse Bell.

Um antigo membro da congregação e o pastor de uma igreja irmã haviam falecido no dia anterior ao incêndio, segundo informou Bell.

“Então, no dia seguinte, a igreja pegou fogo, foi simplesmente uma sequência de acontecimentos tristes”, disse Bell. “Mas, como crentes, nós acreditamos que todas as coisas acontecem por uma razão e algo bom vai sair disso. Se o edifício pode ser reconstruído, então… o seguro vai pagar pela reforma do teto, pelo carpete e talvez até mesmo nos ajude a reestruturar outras partes danificadas”.

Poltronas do integrior da Igreja ‘Joy Light Church of God in Christ’ destruídas pelo incêndio que ocorreu no início de janeiro. (Foto: Missoulian)
Necessidades
Bell disse que a congregação espera reconstruir o edifício e voltar a usá-lo em breve. Mas o grupo vai precisar de novas cadeiras e instrumentos musicais, incluindo algum que substitua o seu antigo órgão elétrico.

“Tivemos esse órgão elétrico por anos. Nós o compramos em uma igreja em Belen [Novo México] e ele era usado em todos os cultos”, disse Bell. “Eles dizem que o fogo começou perto desse instrumento e, na foto que eu tirei dele, já pode-se dizer que ele está completamente destruído, pois era feito de madeira”.

Além dos custos de recuperação, a igreja também tem pessoal funcionários a pagar.

Líderes da Igreja abriram uma conta para doações online no site ‘GoFundMe’, intitulada ‘Joylight Church Fire Recovery Fund’, para ajudar a custear a reforma após o incêndio.

O prefeito Richard Berry entrou em contato com Yvette Kaufman-Bell, diretora do Escritório de Assuntos Afro-Americanos do Estado.

“Eu só queria me aproximar … e deixá-los cientes que a comunidade está com vocês e permanece com vocês”, disse Berry.

Ele também ofereceu a cooperação total do departamento de permissões da prefeitura da cidade para realizar as reformas necessárias no templo.
História
O edifício foi erguido em 1952 pela primeira congregação negra do Estado, que se estabeleceu no Novo México, ao final de 1800 e se mudou até estabelecer esse local no bairro South Broadway, de acordo com registros do Escritório de Diversidade e Direitos Humanos da cidade.

“Naquela época, os vizinhos eram predominantemente moradores negros”, contou Lucero-Smith.

A igreja, então chamada de Capela Grant, tornou-se não só um centro comunitário, mas também o local de reunião para o movimento social negro local e outros grupos de direitos civis.

“Eles fizeram muito pela comunidade. Muitos queriam se casar nesta igreja. Ela era importante social e politicamente, e também era um importante local de culto para a comunidade negra local”, disse Lucero-Smith.

“Nós só asumimos o legado e continuamos. O que você está vendo agora é apenas um dano causado pela fumaça e pela água, mas ainda há esperança e nós estamos esperando para reconstruir nossa igreja”.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO MISSOULIAN