Nova Zelândia aprova casamentos de religião “exótica”